Anônimos & Celebridades Utilidades & Futilidades / De Tudo um Pouco & Um Pouco de Tudo

sábado, 24 de novembro de 2012

Por Dotti Jr : Maquiagem ...


Tira a maquiagem para que eu possa ver

Aquilo que você disfarça para esconder

Em cada lembrança corta-me o peito,feito um espinho

Hoje escrevo apenas para não falar sozinho

Bem aventurados são aqueles que mentem

Felizes são aqueles que não sentem

E eu sentenciado á solidão e ao cansaço

Por alguém que me construiu para me deixar em pedaços

Sofro porém não deveria sentir dor

Porque  você me vê e não enxerga todo meu amor ?

Sabe-se lá se os dias ainda passam lá fora

Tudo acontece dentro de mim desde que você foi embora

De tudo que vivemos, pouco acreditamos e muito sobrevivemos

Tudo o que sobrou foram as palavras que ainda não dizemos

São chances que não voltam e que a você parece não fazer diferença

Por todos esses anos chorando por você, me diga qual foi a minha recompensa ?

Por favor não diga que bastou aqueles abraços antes das despedidas

Para quem sempre desejou tê-la durante meses,anos e vidas

E eu que acreditava que éramos amantes á moda antiga

Você sorri para os outros e o meu corpo se castiga

A mesma mão que você me acena antes da minha partida

É a mão que toca todos aqueles idiotas por quem você é pretendida

Como fotos antigas que perdem a cor e somem

Ao seu lado deixei de ser criança e passei a querer ser o seu homem

Aos prantos abri janelas para espera-la entre as nuvens e ao luar

De todas essas vezes em que lá fora saí,não lembro-me de nenhuma te ver chegar

Você diz que me ama e que vai voltar, como de costume

Mas eu já nem sei em qual das minhas roupas está o seu perfume

Que o vento leve o seu cheiro para longe de mim e de quem gostar

Que a noite esconda das estrelas e dos outros homens o brilho do seu olhar

Que as flores não tragam a beleza e a leveza do seu sorriso

E que dos planos que fizemos juntos,eu esqueça de todos que for preciso

Que as canções não tragam o som da sua voz dizendo que me ama

Que eu nunca mais consiga sonhar, para não imagina-la mais uma vez na minha cama

Que o silêncio seja mais exato e que a felicidade se dê por vencida

E perceba que toda esperança se perdeu na saudade e que ambas foram destrúidas

Você nunca reparou,na cor do quadro que eu pinto

Sempre esteve ocupada demais para aquilo que eu sinto

Hoje me disseram que aqueles que conseguem um dia tentaram

Espero que as lágrimas que você chore por mim não a cegue,como as minhas me cegaram

Mas que seja responsável por borrar todas as suas maquiagens

Que sempre foram mais baratas do que meu amor,do que meu quadro e todas aquelas passagens

Agora,cale essa boca e me diz com um olhar

Quem era você antes de me encontrar ?

Quem amou por nós dois,sempre fui eu

Agora já não me importa, se você vier chorar por um amor que já morreu

Coma maquiagem e por dentro se torne mais bonita

Para quem sabe começar a dar valor a minha escrita

Tire o cabelo e ponha a vergonha na cara,enquanto me diz

Por quantas noites você deitou e sonhou com o nosso final feliz

Agora deite nos braços daqueles que nunca foram seus

Suma da minha vida e esqueça o dia que me conheceu

Fique com todo o seu dinheiro,suas festas e seus falsos amores

E me diga qual desses assim como eu, curava as suas dores

As lembranças não são só minhas,mas pode guardá-las

Pois a partir de hoje é você quem vai chorá-las

Ciente do peso da expressão "Nunca mais"

Eu juro, não quere-la jamais

Faça suas malas e nunca mais volte aqui

E volte a oferecer o teu corpo a quem preferir

E um dia eu encontrarei-a perdida

Chorando por nunca ter sido feliz nessa tua vida

E hoje sou eu, que não a vejo como minha mulher

Do que adianta pintar o rosto, se ninguém mais te quer ?

E o grito contido no teu travesseiro

Ecoa no coração e nos lares do mundo inteiro

Aprenda que o troco de quem ama não demora a chegar

Não tire esse rímel pois hoje quero vê-lo, borrar

E quem sabe um dia,tudo pareça ser mais sucinto do que você mesmo esperava

Quando finalmente descobrir que a sua maquiagem era da mesma cor do quadro que eu pintava


Dotti Gioia Busch Jr


Baseado na música " Diga - Fresno"



11 comentários:

  1. Inovou ,pois nunca tinha visto algo igual.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Seguindo seu blog lá do ORKUT...segue o meu blog também http://memorialdaatrizmariapadilha.blogspot.com.br ok?

    att!

    ResponderExcluir
  3. Fico Muito legal apesar de que achei as rimas um pouco forçadas no começo mas a mensagem das mascaras e maquiagens do ser ficaram bem top

    ResponderExcluir
  4. Pensei que fosse uma música, sabe um punhado de rimas e uma melodia em cima, uma espécie de "blues poesia".


    http://euachoqueusimplesmentenaosei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Muito legal.

    www.cchamun.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a musica do fresno. Mas o texto é interessante !

    ResponderExcluir
  7. Rimas maravilhosas
    http://nipponpress.blogspot.com/2012/11/japao-e-aiea-irao-presidir-conferencia.html

    ResponderExcluir
  8. Me lembrei que direto eu fico querendo ser mais fria mais politica, saber fingir mais, quem sabe assim não teria menos inimigos, mas aí também penso que isso faria mal para mim interiormente, e aí pergunto: e agora, melhor ficar mal comigo mesma ou com os outros? hahaha

    ResponderExcluir