Anônimos & Celebridades Utilidades & Futilidades / De Tudo um Pouco & Um Pouco de Tudo

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Por Dotti Jr : Toc-Toque


Se teu toque doesse e torturasse
Por transmitir o veneno da doença
E destruísse a fé que não renasce
Ao tocar-se com grande interferência
Se teu toque ferisse e condenasse
Fosse um pecado , um crime e uma sentença
Se eu tocasse e numa angústia imensa
Fosse ficando negro de uma face
Se o teu toque deixasse ferida
E meuis lábios sangrassem toda vida
E eu tombasse murchando sobre o pó
Tu serias o horror de toda gente
Mas eu te ampararia docemente
E pediria em troca
Que me desse um toque só

Se o não tocar , tocar a sua mente
Afastando-a do que sente
Não mais acordar proponho
Pois eu dormiria eternamente
Para toca-la em meu sonho

De tudo o que você levou
Sinto falta dos versos que prometeram ficar
Lembrança é a forma do tempo dizer que nunca apagou
Uma paixão , um gesto de amor , uma maneira de eternizar
Em você algo que viva e toque
A eternidade que vai além da vida e da morte
De ver ou não ver o corpo implorando
Por algo que vai embora ou que esteja chegando
Se a vida é arte do encontro
Tanto desencontro há de haver
Quem inventou que finais precisam de pontos
Certamente não me lembrou que minha história é você

Te toco com versos porque amanhã será outro dia
Quem sabe quando acordar minhas palavras serão seu guia
E se for irei partir feliz á épocas futuras
Pois sempre a dor do passado , já terei encontrado a cura
Minha melancolia , minha inimiga das horas obscuras
E também velha amiga na hora de criar
saiba diferenciar a minha dor de rimas puras
Escrever é o jeito que encontrei para te tocar

Estou cansado de ser apontado por seus dedos
Para me proibirem de se expressar enxergo empenho
Minhas palavras são maiores do que os seus medos
Antes de me julgar saiba que escrever é tudo o que tenho
Talvez eu os entenda um pouco com razão
Não sou de festa , alarde ou de bebida
Poesia me basta , arde e me trás vida
Diferente de vocês meu ego está enterrado no caixão
Meu caro pai , mais vale um criador de poesias
Do que um filho covarde com um copo na mão

Não vive um grande amor que não se entrega
Morre de amor aquele que se entrega em vão
Se ser feliz é ter coragem de quebrar a regra
Deixo que a mente siga o que me diz o coração
É arriscado ... é doloroso ... é intenso
Escrevo como quem quer passar mil coisas
Perdido na dimensão do imenso
Conto o número de palavras todas
Em teu corpo de repente me deito
Meu cérebro distorce novamente o que vejo
O segundo repentino e uniforme
O silêncio entre nós perfeito
A história feliz que some
Somos o efeito de um toque
Que não pode ser desfeito

O que um dia já foi denominado desejo
Jamais será uma simples vontade morta
Talvez adormecido ainda sim há almejo
quem sabe até bate-la em minha porta
Toc Toque que mania de bater e não ficar
Tem tanta gente lá fora para ocupar o seu lugar
Mas eu ainda não deixei ninguém entrar
Espero que volte e me encontre vivo
O amor pode ser um perigo para um louco
Saiba que quem ama , ama mesmo sem motivo
Só ama , como se amar ainda fosse pouco

Tente entender que sem você sou apenas cansaço
Deixe eu descruzar as pernas e os braços
E dizer que ao anoitecer é preciso abrir a janela
Para observar as estrelas coladas no teto
Posso tocar em você , mas esconda aquele objeto
É contra minha vontade ... é algo instintivo
Amor , seu toque é meu transtorno obsessivo compulsivo
E desse mal eu não quero me curar
Doa a quem doer , custe o que custar
Verdade está que digo com todo o empenho
Toc é minha maneira de te tocar
Em forma de poesia me desenho
Retratarei-me assim até o ultimo momento
Ao apagar da luz e poetizar meu pensamento


Dotti Gioia Jr

Inspirado em "seu último beijo"


7 comentários:

  1. Belo texto, e o desenho abaixo dele você que fez?

    Legal!

    ResponderExcluir
  2. As lembranças realmente são para provar de que algo existiu. Apesar de, às vezes, as lembranças serem ruins ao ponto de que se não ficassem remoendo em nossa mente seria melhor. Belíssimo poema. E a imagem também? É arte tua?

    Abraços.

    http://leaodegaza.blogspot.com.br/2013/05/a-grade.html

    ResponderExcluir
  3. Toques físicos, toques mentais ou imaginários...
    gosto de todos!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo, curti pra caramba
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. realmente só se vive um grande amor se há uma entrega!

    ResponderExcluir
  6. Poema espetacular! Cara, os teus estrofes e versos foram chuvas de águas pétreas no meu coração que se sentiu familiarizado diante de situações que envolvem o amor.

    Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir